Localizada aos pés da Serra da Barriga no município de União dos Palmares, a comunidade de remanescentes quilombolas do Muquém ainda resiste ao tempo e consegue produzir nas mãos habilidosas de seus artesãos, peças de barro com variadas formas e tamanhos. A comunidade fica a 5 km de União dos Palmares. No local vivem cerca de 140 famílias, que sobrevivem da produção de artesanato, da agricultura de subsistência e de alguns programas sociais. O barro é a principal matéria prima do artesanato local. É retirado de uma área próxima ao rio e, depois de transportado, fica num período de repouso, antes de ser modelado. Dona Marinalva, produz peças há mais de 60 anos, ofício que aprendeu com a mãe quando ainda era criança. Ela conta que desde sempre o sustento é o mesmo em Muquém. O pai dela trabalhava no corte de cana e a mãe fazia as louças de barro para vender na feira. As peças produzidas por Marinalva podem ser usadas para a culinária. São panelas para cozinhar feijão, frigideiras para carne, cuscuzeiras, bule para café e papeiro para mingau. Ela também modela cerâmicas em miniaturas que são usadas para brindes e decoração.

CABEÇA DE CERÂMICA MESTRA ARTESÃ PRETA

€53,40
CABEÇA DE CERÂMICA MESTRA ARTESÃ PRETA €53,40
Entregas para el CP:

Medios de envío

Localizada aos pés da Serra da Barriga no município de União dos Palmares, a comunidade de remanescentes quilombolas do Muquém ainda resiste ao tempo e consegue produzir nas mãos habilidosas de seus artesãos, peças de barro com variadas formas e tamanhos. A comunidade fica a 5 km de União dos Palmares. No local vivem cerca de 140 famílias, que sobrevivem da produção de artesanato, da agricultura de subsistência e de alguns programas sociais. O barro é a principal matéria prima do artesanato local. É retirado de uma área próxima ao rio e, depois de transportado, fica num período de repouso, antes de ser modelado. Dona Marinalva, produz peças há mais de 60 anos, ofício que aprendeu com a mãe quando ainda era criança. Ela conta que desde sempre o sustento é o mesmo em Muquém. O pai dela trabalhava no corte de cana e a mãe fazia as louças de barro para vender na feira. As peças produzidas por Marinalva podem ser usadas para a culinária. São panelas para cozinhar feijão, frigideiras para carne, cuscuzeiras, bule para café e papeiro para mingau. Ela também modela cerâmicas em miniaturas que são usadas para brindes e decoração.