• Fuchic | Brasil Presente

Mulheres que Inspiram!

O que é que a mulher brasileira tem?


Ela sonha... E tem coragem para conquistar os seus sonhos!

Ela ama... E tem vontade de abraçar tudo o que ama!

Ela faz... E tem alegria de sorrir para as oportunidades!

Ela inspira... E tem paixão pela vida!

Ela sorri... E tem certeza de que nasceu para ser feliz!


Hoje, oito de março, é comemorado o dia da mulher no mundo inteiro! Nós não poderíamos deixar de homenagear as mulheres mais incríveis que fazem parte da Fuchic... Algumas das artesãs com que trabalhamos! Conheça algumas delas:



Zezinha do Vale do Jequitinhonha

Ela trabalha há 30 anos com artesanato em cerâmica. Ela é uma das artesãs mais prestigiadas do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Como matéria prima ela utiliza a argila disponível em várias tonalidades e pigmentos transformados em tinta de óleos provenientes de cascas de árvores, raízes e plantas. Ela esculpe diversos objetos, mas as bonecas de barro com vestidos de rendas recheados de detalhes incríveis são as peças mais famosas de Zezinha.




Cida Lima

Cida tem uma história de muita dedicação e sacrifício. Com apenas oito anos de idade ela começou a moldar o barro para ajudar a família no sustento da casa. Ela é nascida e criada no município de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, terra berço de uma verdadeira riqueza artesanal. Mas foi só em 2005 que ela teve uma reviravolta em sua trajetória, quando recebeu dicas da artista plástica Ana Veloso e começou a fazer travessas, cuscuzeiras e as famosas cabeças de barro, com um acabamento impecável.



Sil de Capela

A artesã Sil de Capela, Alagoas, aprendeu o ofício artesanal depois de uma visita ao ateliê do artista João das Alagoas. Desde então ela foi uma revelação ao artesanato brasileiro como uma das artistas mais expressivas e talentosas. Ao longo dos anos, foi adquirindo um estilo próprio e único, com peças cheias de detalhes realistas. A mais famosa é a jaqueira, árvore muito comum na região, que hoje em dia já se tornou a marca registrada. As esculturas representam festas populares, cotidiano, brincadeiras infantis.


Izabel Mendes da Cunha

Ela foi uma das artesãs pioneiras do Vale do Jequitinhonha, já criava pequenas figuras de barro desde a infância. No início da década de 70 a artesã iniciou a produção das bonecas que tanto conhecemos e algumas tinham até um metro de altura. Ela fazia muitos casais de noivos, com o homem vestido de terno e a mulher vestida de branco, grinalda e buquê de flores nas mãos, peças que viraram marca registrada. Elas eram vestidas com roupas de festa, feitas com capricho e com grande riqueza de detalhes, características presentes em praticamente toda sua obra. Com o aumento pela procura por suas peças, dona Izabel passou a produzir bonecas com detalhes mais elaborados e características próprias. Na época, uma das suas inovações foi a forma de fazer os olhos das bonecas. Antes os olhos eram apenas pintados, como ainda fazem muitas outras artesãs do Vale; mas ela passou a esculpir os olhos de suas bonecas em alto relevo. Outra inovação foi a utilização do barro colorido para pintura das bonecas, técnica que hoje é utilizada por várias artesãs do Vale do Jequitinhonha.


Nena de Capela

É uma das artistas novatas da cerâmica de Capela, Alagoas. Discípula, cunhada e prima de João das Alagoas, ela começou a trabalhar com o mestre em 2005. Com o barro ela começou fazendo o boi. Com o tempo foi mudando de forma. Em vez do alto relevo ela começou a fazer um boi oco, “vazado” como ela mesma denomina. Dentro dele estão as figuras que lembram o cotidiano do povo do Nordeste. Apesar de também fazer outras peças, o “boi vazado” se tornou sua peça mais emblemática e sua marca registrada.



Dona Irineia

Dona Irineia, como é conhecida, é artesã de cerâmica. Ela faz parte de um grupo de remanescentes quilombolas que vivem no pequeno povoado de Muquém, em Alagoas. As peças mais famosas feitas por ela são as cabeças de barro. Ela não sabe ler nem escrever, mas começou a trabalhar com cerâmica para ajudar na renda familiar há cerca de 40 anos. Ela começou fazendo peças para pessoas que iam pagar promessas, e pediam esculturas de partes do corpo como cabeças, mãos, braços e pernas. Hoje em dia é considerada uma das melhores artesãs de cerâmica do Brasil, sendo que em 2004 o seu trabalho foi selecionado entre os mais representativos do Brasil pelo Prêmio Unesco de Artesanato.


Tita Araújo

Decoupage é a técnica que a artista plástica Tita Araújo utiliza para dar um toque criativo e artístico para as peças. Nascida no Recife, ela desenvolveu um estilo próprio fazendo uma adaptação a regionalidade de onde vive, aplicando a técnica inclusive em cuias de coco, objetos muito comuns no Artesanato Brasileiro. Dessa forma, ela consegue transformar objetos simples em obras de arte. Este é o conceito por trás do trabalho sustentável feito por ela, que dá uma nova roupagem e sentido a objetos simples e do cotidiano.



Gostaram de saber mais sobre algumas das artesãs brasileiras?


Para adquirir peças feitas por ela, entre em contato com nossas lojas ou acesse o site:


Fuchic Jardins

Endereço: Alameda Franca, 1.167

Telefone: 11 3085-0434

Celular/Whatsapp: 11 97639-5311


Brasil Presente Guarulhos

Endereço: Aeroporto Internacional de Guarulhos, Terminal 3, Portão 317, Embarque.

Celular/Whatsapp: 11 94540-7910


E-commerce

www.e-fuchic.com.br

















0 visualização

INSTITUCIONAL

Quem somos

Como Comprar

Trocas e devolução

Fale conosco

PARA SEGUIR, CURTIR E COMPARTILHAR

facebook
instagram
pinterest
flickr
youtube

FALE CONOSCO

Atendimento de 09 às 17h, de segunda a sexta-feira.

(11) 4192-2986

faleconosco@fuchic.com.br

APOIOS E PARCERIAS

Sebrae
Artesol

Razão Social Anny Megherdijian Darakjian ME - Endereço: Alameda Franca, 1167 | São Paulo | SP - CNPJ:08.074.414/0001-77