Featured Posts

O legado do grande Mestre Vitalino

February 20, 2016

 Foto: Larissa Pampolha / Escultura em exposição na Fuchic do Shopping Flamingo Alphaville.

 

O Alto do Moura é um bairro da cidade de Caruaru, no agreste de Pernambuco. O local é berço de um dos grandes nomes da Arte Popular Brasileira, Mestre Vitalino (1909-1963). Filho de pai lavrador e mãe louceira, ele começou a modelar o barro, esculpindo animais para brincar, com apenas seis anos de idade.

 

Este talento foi sendo desenvolvido a medida que Vitalino foi crescendo e passou a vender os trabalhos no comércio local. Nas peças de barro já eram modeladas cenas e figuras cotidianas do nordeste, como os cangaceiros, retirantes, padres, vaquejadas, Lampião e Maria Bonita, casórios, entre outros personagens de folclore e lendas da região.

 

 Foto: Larissa Pampolha / Escultura em exposição na Fuchic do Shopping Flamingo Alphaville.

 

Apenas no ano de 1947, já com 38 anos de idade, o trabalho do artista recebeu reconhecimento nacional ao participar da 1ª Exposição de Cerâmica Pernambucana, no Rio de Janeiro. A partir daí as obras começaram a ser comercializadas na feira de Caruaru e ganharam espaço em acervos de museus e diversas exposições nacionais e internacionais.

 

Vitalino deixou como herança o conhecimento das técnicas que utilizava para os filhos e a família, mas também influenciou inúmeros moradores locais a seguir o mesmo caminho. Esse legado é cultivado até hoje no Alto do Moura.

 

O local é considerado um dos centros de artesanato mais importantes do país, onde trabalham cerca de mil artesãos. A comercialização das peças é feita nas casas ou ateliês desses artistas, o que fez com que o bairro se tornasse também um ponto turístico. Além do Mestre Vitalino muitos artista contribuíram e ainda contribuem para a tradição do artesanato, o que fez o local ser conhecido como o maior centro de artes figurativas das Américas.

 

 Foto: Larissa Pampolha / Escultura em exposição na Fuchic do Shopping Flamingo Alphaville.

 

Alto do Moura is a neighborhood in the city of Caruaru, in the rough of Pernambuco. The location is home to one of the best artisans of Brazilian Popular Art, Mestre Vitalino (1909-1963). Son of a farmer and a pottery maker, he began modeling clay by carving animals to play with when he was only six years old.

 

This talent was developed as Vitalino grew and started to sell his work in fairs. The clay pieces were now modeled with everyday scenes and important figures from northeast, as the bandits, refugees, priests, rodeos, “Lampião” and “Maria Bonita”, weddings and other folklore characters and legends of the region.

 

Only in 1947, when he was already 38 years old, the artist's work has received national recognition by participating in the 1st Pernambuco Ceramics Exhibition in Rio de Janeiro. From there the work began to sold at the fair of Caruaru and gained ground in museum collections and various national and international exhibitions.

 

 Foto: Larissa Pampolha / Escultura em exposição na Fuchic do Shopping Flamingo Alphaville.

 

Vitalino passed his knowledge of the techniques used for his children and family, but also influenced many local residents the same way. That legacy is grown today in Alto do Moura.

 

The place is considered one of the most important craft centers in the country, which employs about a thousand craftsmen. The sale of the sculptures is done in homes or studios of these artists, which meant that the neighborhood has also become a tourist spot. Besides Mestre Vitalino many artist contributed and still contribute to the craft tradition, which caused the place to be known as the largest center of figurative art of the Americas.

Please reload

BUSCA POR ASSUNTO
Please reload