Featured Posts

Retrospectiva 2016

December 30, 2016

Este ano, no blog da Fuchic, postamos 51 textos. Falamos de diversas técnicas artesanais, artistas e artesãos consagrados, arte popular, matérias-primas utilizadas e festas populares realizadas no Brasil. Para comemorar o final deste ano com vocês, resolvemos selecionar 10 textos que merecem ser relembrados. 

 

Chita da Paraíba

 

De uma cooperativa em Boa Vista, na região do Cariri Paraibano, saem peças lindíssimas feitas com um tecido bem brasileiro: A Chita. Todas as peças são feitas à mão e carregam certa rusticidade, porém, com acabamento super caprichado.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

 

Xilogravura Cearense

 

Por definição, a Xilogravura é uma técnica para fazer gravuras como se fosse um carimbo. O desenho a ser impresso é entalhado em uma placa de madeira. Quando finalizado, a tinta é passada tocando apenas as partes em alto relevo do entalhe, que é “impresso” em papel ou pano, revelando a gravura.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

Palha de Carnaúba

 

 

A Carnaúba é uma das inúmeras palmeiras brasileiras que podem ser aproveitadas para o artesanato. Ela é muito encontrada na região semiárida do Nordeste Brasileiro, principalmente no estado do Ceará, de onde é considerada símbolo.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

Cuias de Santarém

 

A tradição do artesanato com as cuias em comunidades próximas a cidade de Santarém, no Pará, existe há mais de dois séculos e é uma herança dos índios Tupaiu, Tapajós e Munduruku. Elas já se tornaram um símbolo do estado do Pará.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

Artesanato em Crochê

 

O crochê é um artesanato muito comum no Brasil, feito com uma agulha especial que tem um tipo de gancho na ponta. Com essa técnica os artesãos conseguem produzir com o traçado algo semelhante as rendas.

 

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

 

Flor de Xaraés

 

 

As flores da foto são denominadas “Flor de Xaraés”. O nome vem de uma lenda do pantanal sul-matogrossense, que conta a história de um jovem casal que viveu, há dezenas de anos atrás, um namoro proibido.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jarina: O Marfim da Amazônia

 

A Jarina é uma palmeira nativa da região Amazônica, localizada principalmente nos estados brasileiros de Rondônia, Acre e Amazonas. Ela tem um crescimento muito lento, principalmente na parte do tronco, que só consegue atingir dois metros de depois de 35 anos. Por isso, a exploração da jarina se enquadra em uma política de desenvolvimento sustentável.

 

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cerâmica da Serra Branca

 

 

Serra Branca é um município localizado na região do Cariri, Paraíba. Lá o tradicional artesanato em cerâmica, repassado a mais de cem anos através das gerações, é herança dos índios cariris, hábeis oleiros e primeiros habitantes do local.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

 

Renda de Bilros

 

 

A renda de Bilros foi trazida para o Brasil pelos portugueses em meados do século 18. Aqui ela foi desenvolvida na região litorânea de diversos estados do país, principalmente na região Nordeste.

 

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Capim Dourado

 

 

Uma das características mais famosas do Capim Dourado é a semelhança com os fios de ouro. As peças feitas com esse material são belíssimas e de um valor inestimável para a arte popular brasileira.

 

(Clique na imagem para continuar a ler)

Please reload

BUSCA POR ASSUNTO
Please reload