Featured Posts

Izabel Mendes da Cunha

March 1, 2018

 

Izabel Mendes da Cunha nasceu na Fazenda Córrego Novo, município mineiro de Itinga, em 1924. Mudou-se ainda jovem para Santana do Araçuaí, hoje município de Ponto dos Volantes, Vale do Jequitinhonha.

 

Desde a infância, ela já criava pequenas figuras de barro, imitando sua mãe que era louceira e se dedicava à produção de cerâmica utilitária. Quando adulta, seguiu os passos de sua mãe e começou também a fazer peças utilitárias com o barro, que conseguia vender nas feiras da região. Desde que ficou viúva, começou a modelar outros tipos de peças para aumentar a renda e para ajudar no sustento dos filhos. No início as figuras eram de cavaleiros, bois, aves e pequenos presépios, todos feitos com barro vermelho e pintados com barro branco.

 

Já no início da década de 70, a artesã iniciou a produção das bonecas que tanto conhecemos e algumas tinham até um metro de altura. Ela fazia muitos casais de noivos, com o homem vestido de terno e a mulher vestida de branco, grinalda e buquê de flores nas mãos, peças que viraram marca registrada. Outra peça que ficou muito famosa, e que começou a ser modelada ainda nesta época, foi a boneca que representa uma mãe amamentando.

 

Com o aumento pela procura por suas peças, dona Izabel passou a produzir bonecas com detalhes mais elaborados e características próprias. Na época, uma das suas inovações foi a forma de fazer os olhos das bonecas. Antes os olhos eram apenas pintados, como ainda fazem muitas outras artesãs do Vale; mas ela passou a esculpir os olhos de suas bonecas em alto relevo. Outra inovação foi a utilização do barro colorido para pintura das bonecas, técnica que hoje é utilizada por várias artesãs do Vale do Jequitinhonha.

 

As peças de dona Izabel logo ganharam fama nas feiras da região. Ainda no final da década de 70, começaram a ser valorizadas também em feiras nacionais e internacionais. Com a notoriedade alcançada, a artesã deixou de lado a cerâmica utilitária e passou a se dedicar apenas às suas bonecas. Elas eram vestidas com roupas de festa, feitas com capricho e com grande riqueza de detalhes, características presentes em praticamente toda sua obra.

 

Ela teve quatro filhos, que com o aumento da demanda das peças, também começaram a ajudar no trabalho com o barro. Uma das filhas, chamada Glória, é hoje uma ceramista renomada que também passa o conhecimento adquirido para as suas sucessoras. Essa espécie de escola de cerâmica iniciada por dona Izabel inclui, além de sua família, várias outras artesãs do local.

 

Entre as artesãs do Vale do Jequitinhonha, dona Izabel era a mais famosa e a que cobrava mais caro pelas suas peças. Mesmo assim, existia uma longa fila de espera pelas bonecas, que são muito valorizadas no mercado. Entre os prêmios recebidos por ela, destacam-se: o Prêmio Unesco de Artesanato para a América Latina (2004), a Ordem do Mérito Cultural (Ministério da Cultura do Brasil, 2005) e o Prêmio Culturas Populares (Ministério da Cultura do Brasil, 2009). Dona Isabel foi ainda homenageada pela então presidenta Dilma Rousseff durante a abertura da exposição "Mulheres artistas e brasileiras" no Palácio do Planalto em Brasília (2011).

 

Depois de todo esse reconhecimento e de ter suas peças expostas em vários museus e galerias do Brasil e de alguns países, Dona Izabelfaleceu em 2014, aos 90 anos de idade, mas seus ensinamentos  permanecem vivos em todas as peças do Vale do Jequitinhonha.

 

As peças de dona Izabel estão, em sua maioria, em acervos pessoais e museus. Entretanto, aqui na Fuchic temos uma seleção de peças de diversas Mestras e discípulas do Vale do Jequitinhonha. Venha conferir em nossos endereços:

 

Brasil Presente Guarulhos

Endereço: Aeroporto Internacional de Guarulhos, Terminal 3, Portão 317,  Embarque.

Celular/Whatsapp: 11 94540-7910

E-mail: aeroportogru@fuchic.com.br

 

Fuchic Jardins

Endereço: Alameda Franca, 1.167

Telefone: 11 3085-0434

Celular/Whatsapp: 11 97639-5311

E-mail: jardins@fuchic.com.br

 

Informações  de: 

http://artepopularbrasil.blogspot.com.br/search/label/Izabel%20Mendes%20da%20Cunha

 

Please reload

BUSCA POR ASSUNTO
Please reload