Featured Posts

Pimenta Jiquitaia | Baniwa

October 4, 2019

 

Já ouviu falar na pimenta Jiquitaia? Ela é cultivada organicamente pelas mulheres do povo indígena Baniwa, que todos os dias colhem em suas roças e quintais uma pequena porção de ingredientes. Essas roças são iniciadas com a derrubada e queima pequenos trechos de floresta, processo feito pelos homens Baniwa.

Essa pimenta vem despertando interesse e contribuindo na expansão da cultura gastronômica brasileira.

 

Restaurantes estrelados de São Paulo e de outras capitais brasileiras como Belém e Manaus já utilizam em suas receitas a pimenta vinda do Rio Içana, Alto Rio Negro, no noroeste amazônico. A diversidade de pimentas cultivadas e de modos de preparo da jiquitaia são os principais responsáveis pelas cores, texturas e sabores que tornaram esse tempero tão valorizado.

 

A tradição milenar e o conhecimento prévio dos Baniwa para transformar as pimentas em pó, se tornou uma alternativa para o desenvolvimento sustentável das comunidades, valorizando o trabalho das mulheres. Isso agregou muito valor cultural e ambiental aos frutos cultivados.

 

 A produção é feita em Casas da Pimenta, que além de serem espaços que agregam a produção das roças e quintais familiares Baniwa, também cuidam do processamento, envase e estocagem, e realizam o controle de qualidade e de fluxo de informações. A produção é toda pensada e planejada para não gerar pressões de demanda que alterem a rotina das comunidades.

 

Nesse vídeo você pode conferir um pouco mais sobre o processo da pimenta Baniwa:

Adquira a Pimenta Jiquitaia Baniwa em nossas lojas físicas ou e-commerce:

 

www.e-fuchic.com.br

 

Brasil Presente Guarulhos

Endereço: Aeroporto Internacional de Guarulhos, Terminal 3, Portão 317,  Embarque.

Celular/Whatsapp: 11 94540-7910

E-mail: aeroportogru@fuchic.com.br

 

Fuchic Jardins

Endereço: Alameda Franca, 1.167

Telefone: 11 3085-0434

Celular/Whatsapp: 11 97639-5311

E-mail: jardins@fuchic.com.br

 

Please reload

BUSCA POR ASSUNTO
Please reload